sábado, 24 de maio de 2008

O mágico Canto Orfeônico


Fazendo algumas pesquisas sobre educação, música e Grécia, me deparei com o desconhecido: um tal canto Orfeônico. Instigada pela curiosidade tentei entender que tipo de canto era este e, agora, em síntese, lhe apresento o fruto de uma pesquisa relativamente extensa, mas muito proveitosa.

Orfeu (do grego Orpheos) é, como até a difamada wikipédia pode afirmar, um deus da mitologia grega. O que distinguia Orfeu dos outros deuses era o seu talento para a música e para a poesia. Conta-se que o canto de Orfeu tinha o poder de atrair animais terrestres e aves, assim como as contemporâneas princesas de Walt Disney fazem nos filmes.

Além da gramática, da aritmética e da astronomia, os gregos davam muito valor à música. Nomes, como o de Platão e Pitágoras, podem aparecer em artigos de música. Não por acaso, a música dos ainurs criou o Universo da Terra Média em Tolkien.

Mas não é preciso discorrer tanto sobre a música para chegar ao ponto essencial: o canto orfeônico. Como vocês devem imaginar, o canto orfeônico consiste na utilização da voz, principalmente, e de outros instrumentos, como a lira, para o encantamento dos animais. Surpreendi-me ao constatar em documentos que este tipo de canto não era visto como uma litania ou como uma insanidade. Para meu espanto, este gênero musical era ensinado em Écoles bem conceituadas na Idade Média.

Por sorte descobri um pouco do que se ensinava naquela época, ou seja, o “programa da disciplina”. Além de técnicas vocais, como respiração, classificação e colocação da voz, o futuro orfeão deveria aprender alguns "rituais" essenciais. Em primeiro lugar, aprendia-se a atitude do orfeonista, e, pelo que pude entender, tanto a posição como os gestos do músico eram fundamentais para o encantamento do animal. Além disso, antes de iniciar sua prática o orfeão deveria realizar uma saudação orfeônica, como uma espécie de demanda de permissão para a natureza, que promoveria a perfeita sintonia entre o orfeão e a natureza.

Encantada com os métodos de ensino do canto orfeônico, ainda agora me pergunto quais as razões que privaram o nosso tempo desta modalidade de canto. Talvez ele fosse pudesse propiciar ao homem a comunicação com os outros seres, talvez lembrasse ao homem que ele também é parte da natureza e do cosmo, talvez...

Não sei até que ponto o leitor acompanhou o meu encanto por este canto, até a pouco, desconhecido por mim, mas gostaria de dizer-lhes que não se deixem enganar por minhas palavras. O canto orfeônico existe ainda hoje e não é a arte de encantar animais, muito menos o documento que eu encontrei era da Idade Média, na verdade era apenas o programa da cadeira de música e canto orfeônico de uma escola maranhense do séc. XX. A definição acima eu inventei, canto orfeônico consiste em um canto coletivo praticado por estudantes, e chegou a ser obrigatório em alguns países, como a França. Não deixa de ser interessante, mas eu preferiria se fosse de outra forma...

9 comentários:

gato de Schrödinger disse...

Este pobre Gato já estava aqui a vibrar com a possibilidade de ter encontrado um misterioso e fascinante ramo da música e do ocultismo, capaz de fazer uma certa reconciliação entre homens e animais, quando tive um duro golpe: era tudo uma grande mentira! Uma ilusão articulada pela srta. Secoelho, talvez ingenuamente, ao descorrer sobre seus devaneios!

Tenho alguns comentários a tecer sobre o seu texto: primeiramente, gostaria de retificar uma informação: não, Orfeu não era um deus grego, ou pelo menos esta não é a única possibilidade de sua existência; tal como Sócrates e Homero, acredita-se que ele realmente existiu e era um homem, um sábio, apesar de sua vida estar envolta em mitologias mais complexas que a dos outros dois citados anteriormente. Dele originara-se até mesmo uma religião, o orfismo (http://br.geocities.com/carlos.guimaraes/Orfeu.html).

Em segundo lugar, o encantamento de animais realmente existe ou já existiu, com certeza não com esse nome e nem com a história descritos aqui no blog. Só sei que o encantament de serpentes, bastante vulgar, é um dos raros descentes dessa modalidade primitiva.

Em terceiro lugar, apesar do choque em ver que era tudo uma grande invenção, acredito que sua imaginação voou de maneira muito bacana, com detahes e informações que passariam facilmente por excertos extraídos de alguma enciclopédia antiga. É possíel que a srta. não o conheça de fato, mas sem o desmentido do final, este texto, descontadas todas as disparidades da seguinte afirmação, tem um quê de Jorge Luis Borges.

Enfim, srta. Secoelho: muito bom.
Beijo e até a próxima.

Laila disse...

Ê viagem! huahuahuahua
Curti, apesar de Orfeu, além de me lembrar lira, me lembrar dor e Cidade Negra, mas beleza... hueahuehuahuehuahuehua!!!
Agora, saque só... Essa comunicação entre homens e animais é possível, totalmente possível. Acontece diariamente, só que de maneira bem chula. Exemplo: Ê BOI! BORA BOI!
HUAUHAHUAHUAHUAHUAAHUAHUAHUAHUA

:*

Solitude disse...

Druidas encantavam os animais
Bardos encantavam os homens

cada um ao seu modo, o druida evocando as forças da natureza, e o bardo com a música e a poesia.

gostei mais da sua definição para canto orfeonico :D

Enzo disse...

gostei tanto do texto quanto dos comentários...

desconhecia o assunto.

e nao, vc nao viajou no seu comentario do meu post, como vc mesmo afirmou. rs

bjs

Anônimo disse...

Bacana o texto...mas por que complicar?...cantores verdadeiros têm que chegar e cantar...se tiver um timbre bonito já encanta...sem a pretensão de encantar animais...já que ninguém estuda canto pensando em cantar em um zoológico...rsrsrs...muita firulagem...o ser humano complica com esse lance de mágica...encantamento...blá...blá...blá...deixe isso pra disneylândia...se vc canta...não semitona...já está ótimo...os nossos tímpanos humanos agradecem!

Anônimo disse...

http://markonzo.edu petrale hindu http://guestbooks.pathfinder.gr/read/mohawk-carpet http://samoa.ucsd.edu/artpower/messages.aspx?TopicID=97 formto lotteries http://www.rottentomatoes.com/vine/showthread.php?p=17358234 http://www.kodyaz.com/forums/thread/20860.aspx bouts lynx http://blog.bakililar.az/allegiantair/ http://jguru.com/guru/viewbio.jsp?EID=1534483 http://www.rottentomatoes.com/vine/showthread.php?p=17358512 http://www.dontstayin.com/members/infraredsaunas litem tele

Tião disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tião disse...

A música encanta e emociona as pessoas, ativa a memoria, alegra, acalma e influencia os animais e pode irritar tbm.
Algumas pesossas Acreditam que pode influenciar no crescimento das plantas.
Sou musico e por varias vezes eu puder ver canarinho em uma lamentavel gaiola, cantando ao me ouvir tocando violão classico.
Tem tbm uma experiencia q não tenho comprovação sobre a vaca dar mais leite ouvindo mÚsica classica.
abraços a todos

Anônimo disse...

[url=http://www.kamagrashop.pl]potencja[/url], verify my site. If you are interested in escort, perceive [url=http://www.4uescort.de]huren[/url] or [url=http://www.escort4u.pl]ogloszenia towarzyskie[/url]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...